Category Archives: Empreendedorismo

Empreendedorismo

Como preparar a vitrine e a loja para o Natal

O Natal é a principal data comemorativa para o comércio brasileiro, todos os segmentos crescem e muitas lojas começam a se preparar agora para a melhor época do ano para o varejo. Por isso, separei algumas dicas para turbinar seu negócio:
1-Tenha uma vitrine chamativa e faça dela o seu diferencial! Isso vai chamar a atenção e fazer com que o seu cliente queira conhecer melhor a sua loja. Sabemos que é dentro do ponto de venda que o consumidor pode aumentar em até 80 % o consumo de seus produtos e por consequência as suas vendas, pois muitas vezes as pessoas não sabem o que querem comprar e decidem dentro da loja. Para a vitrine, pense em temas natalinos, mas mais do que isso crie um cenário, use a criatividade e saia do lugar comum das cores verde e vermelho, mas claro desde que tenha a ver com à identidade da sua marca e loja.
2-Dicas para uma vitrine Natalina:
– Use caixas de madeira e dentro exponha seus produtos, mas coloque-as no formato de uma árvore de Natal.
– Mantenha a vitrine fechada (a pessoa não visualizar dentro da loja) e encha-a de bolinhas natalinas, pode ser de uma cor só ou no máximo 2, e coloque algumas prateleiras sobressaindo-as com os produtos.
– Uma maneira simples e fácil de se conectar com o espírito natalino, é colocar na vitrine palavras que tenham a ver com a ocasião como paz, amor, união, entre outras.
-Outro jeito é colocar de maneira criativa e envolvente um tecido vermelho e depois trabalhar com adesivos como boneco de neve, pinheiros ou ainda trazer uma imagem de natal tropical, algo bem brasileiro e realidade do hemisfério sul.
3-Se o foco da sua loja não for somente itens natalinos, não exagere, traga de uma maneira diferenciada os arranjos e itens de natal, nem que para isso você transforme na sua vitrine por exemplo uma bicicleta em um trenó, de produtos e informações. Respeite a área de pouso do seu cliente (os primeiros 2 passos no acesso a sua entrada), o ideal é não vender nada nesse espaço, o cliente ainda não está conectado à loja, abuse de decoração aí e não esqueça que objetos também podem ser pendurados.
4-Dicas de como cuidar dos produtos dentro da loja:
Crie uma área ou seção exclusiva para o tema Natal, pense na exposição desses produtos através de cores, tamanhos, alturas e tipo. Para produtos complementares, pense numa organização bacana, para colocar em prática o crosseling.
Para os produtos em promoção, deixe-os visíveis e por um tempo determinado, pois os clientes sabem quando a promoção é usada como artificio de venda e a loja perde a credibilidade em relação a isso.
5-Cuide de sua imagem e atendimento:
Esses últimos 3 meses do ano, é o momento do aumento do fluxo de pessoas dentro das lojas e também dos empregos temporários. Para sua loja atender todo mundo e não perder vendas, é fundamental contratar mais pessoas, mas é necessário preocupar-se com o treinamento mínimo para que a nova equipe entenda e conheça os produtos disponíveis e desempenhem um atendimento de qualidade.
6-Cuide de seu estoque:
Não tem coisa pior do que no auge de suas vendas acabarem os produtos do seu estoque, pensando nisso, o seu estoque precisa de planejamento. Não compre itens que não tenham rotatividade ou que após Natal são considerados ultrapassados, claro se forem produtos sazonais.

Empreendedorismo

Como você cuida do seu negócio?

O marketing tem o papel de trazer muitos benefícios ao seu negócio, como aumento das vendas, lucratividade e reconhecimento da marca. Tudo sempre relacionado a um bom planejamento e com estratégias sólidas, assim sua empresa será menos afetada em casos de, por exemplo, crises econômicas globais e outros fatores.

Veja algumas dicas importantes para você cuidar do seu negócio:

Planejamento sólido de marketing
É importante conhecer o ambiente de marketing (onde a empresa atua ou a capacidade de crescimento por exemplo); conhecer seus clientes e concorrentes. Porém, antes de nortear suas ações e depois executá-las, desenhe estratégias e ações, além de ter um cronograma montado e seguir à risca, registrando todos os resultados.

Sua empresa/ escritório tem que estar na internet!
Ter um site é imprescindível, além de fornecer informações básicas como descrição, fotos, contato e endereço. Todo seu portfólio de produtos e serviços estará ali, assim o cliente pode conhecer todo seu trabalho.

Redes Sociais
Uma dica valiosa: esteja nas redes sociais! Não precisa estar presente em todas, mas estude e analise aquelas que mais tenham sinergia para o seu negócio e invista nelas. Imagina seus clientes e parceiros dando feedback positivo pelo seu projeto ou atendimento de qualidade de forma gratuita e engajando várias pessoas ao mesmo tempo? Além de “curiosos” que marcam os amigos nas postagens ou mesmo compartilham sobre o negócio.

Branding
O termo branding significa marca e tudo que a envolve! Desde a logo, cores, apresentação, e até seus cheiros e sabores. Ou seja, branding é o conjunto de estratégias alinhadas de marketing , comunicação e posicionamento da marca, o valor do seu negócio precisa estar em cada um desses itens.

Por último e não menos importante.

Cuide da conta da sua empresa
Invista em tudo que traz bons resultados e corte ou diminua maus retornos. Mas, sempre atento com a visão global de todo o processo, além de traçar metas compatíveis com o mercado.

Empreendedorismo

Arte nas empresas: como escolher corretamente

Decorar um ambiente corporativo vai além de bom gosto! Envolve planejamento de ergonomia, funcionalidade e, principalmente, identidade.

E neste quesito, nos deparamos com implantação de arte nas empresas sendo realizadas com pouca tecnicidade. Para melhor aproveitamento, veja três dicas superimportantes que podem mudar o clima dos negócios:

1. Escolha das obras
A escolha das obras de arte precisam estar relacionadas com a imagem que sua empresa quer passar, ou seja, o posicionamento dela no mercado. Para um escritório de advocacia, por exemplo, quadro com muitas cores pode não ser adequado.

2. Investimento
A obra de arte se torna um ativo fixo da empresa, tornando-se parte do patrimônio. É válido lembrar que obras de arte costumam ser valorizadas com o passar do tempo, o que a transforma em um bom investimento.

3. Principais ambientes
Há dois ambientes que devem ser prioridades do responsável pela decoração: a recepção e a sala de reuniões. Quando o cliente ou parceiro chega à sua empresa, o primeiro contato é com a recepção, sendo assim a primeira impressão dele em relação à sua imagem.

Já a sala de reuniões é o local no qual ideias são geradas e decisões são tomadas. Inconscientemente os estímulos visuais recebidos influenciam na criatividade e harmonia do ambiente, logo a decoração, e inclusive as obras de arte, pode influenciar no desfecho das reuniões.

Empreendedorismo

O cliente sempre em primeiro lugar

Quando o desafio é um novo projeto, meu principal objetivo é entregar um resultado que seja a cara do meu cliente. Até porque, mais do que atender a aspectos técnicos e funcionais, o desenho do espaço precisa se adequar ao gosto e bem-estar das pessoas que ali convivem.
Essa missão não vale apenas para os projetos residenciais. Um escritório ou empreendimento comercial, por exemplo, carrega muito da personalidade de seu dono ou usuário.
O livro, Clientividade, do consultor empresarial César Souza aborda esse conceito de uma maneira interessante.
Diferente do modelo que coloca o prestador de serviço frente a frente com o cliente para entender sua necessidade, o autor propõe tomarmos o mesmo caminho ficando lado a lado, e então passaremos a ter a mesma visão.
Isso torna cada projeto uma experiência única, desenhada especialmente para cada cliente, ou seja, sob medida.
Em outras palavras, quando você busca reformar sua casa ou seu estabelecimento, mais do que entender sua necessidade e propor um projeto a principal missão torna-se concretizar o seu sonho.

Empreendedorismo

Como tornar seu hotel em uma experiência pet friendly

Os pets são considerados membros da família e atualmente, temos no Brasil um número maior de famílias com cachorros do que com filhos. Por isso, tornar a experiência mais agradável para eles e seus donos, pode ser uma grande “sacada”, e consequentemente atrair mais hóspedes para seu hotel, transformá-lo em pet friendly será um diferencial. Porém, para sua pousada ou hotel se tornar pet friendly, ele precisa ser avaliado e testado, e se seguir todas as regrinhas receberá um selo, o selo Pet friendly.

Tornar um hotel pet friendly é diferente de hotéis e pousadas, que somente recebem e aceitam animais. Por isso fique atento nas seguintes dicas:
1. Política do hotel, como não é somente uma área exclusiva para pets e tem outros hóspedes sem bichinhos, é importante definir quais regras serão mais adequadas para o seu local. Deixe claro para o dono do pet aonde e como pode circular com eles.
2. Os bichinhos ao chegarem no hotel, verifique se a carteira de vacinação está em dia.
3. Providencie um Kit de boas-vindas como ossinhos, biscoitos, saquinhos para dejetos, entre outros.
4. Deixe preparado no quarto caminhas para animais.
5. Se no quarto tiver uma varanda, o que é ótimo para refrescar os bichinhos. Já coloque os potinhos de ração e água para os pets.
6. Utilize pisos frios para os quartos que receberão os pets, por ser de fácil limpeza ao invés de tapetes.
7. Em alguns hotéis, os pets podem circular em áreas comuns outros não podem. Fica a critério do proprietário e o que for melhor para todos os hóspedes.
8. É importante para as áreas comuns frequentadas pelos pets serem de piso frio, com móveis mais resistentes e poltronas e sofás de fácil manutenção para que os pets possam usufruir de maneira geral sua estadia e sem preocupações para seus donos.
9. Verifique se os cachorros podem ficar sozinhos no quarto.
10. Ofereça um dog walker ou recreações para os animais para seus donos terem momentos livres sozinhos para uma refeição, passear, entre outras coisas.
11. Tenha itens de emergência como fraldinhas, tapetes higiênicos, alguns brinquedinhos
12. Se você deseja investir um pouco mais, opte por um tanque de água ou um playground e equipamentos de stand up paddle voltados para os pets.
13. Por último, deixe na recepção uma lista de bares e restaurantes ou city tours que aceitem pets.

Porém, antes de tornar seu hotel Pet friendly é importante ressaltar algumas informações anteriormente, como por exemplo, se só aceitam pets de pequeno porte ou também de grande. Ou ainda, se será cobrada uma taxa diária para ter os bichinhos no hotel ou se será tudo incluso.

Empreendedorismo

Veja as melhores dicas para aumentar o faturamento da sua padaria

Um dos prazeres da cidade grande está na diversidade de ofertas e locais para comer bem pela manhã. Começar o dia com pão quentinho, café fresco e até algo mais incrementado, como salgados e doces, é o combustível exato para tornar o dia ainda mais agradável.

Porém, quando pensamos no cenário de padarias, percebemos que muitas se destacam por serviços que vão além do tradicional café da manhã. Para ter uma padaria completa é preciso pensar em toda a jornada de seu “freguês”.

Veja nossas dicas para elevar a qualidade da sua padaria e proporcionar uma excelente experiência para os seus clientes:

Estacionamento
Quando um cliente chega de carro, num passeio em família, por exemplo, ele espera facilidade de acesso, ou seja, em parar o carro com segurança para entrar na padaria. Então, delimite vagas para que os clientes parem. Caso não seja possível, faça um convênio com estacionamento próximo.
Lembre-se, se o cliente tiver dificuldade em encontrar vagas, ele desistirá.

Serviço de vallet
O vallet é uma excelente opção para quem busca facilitar ainda mais, pois o manobrista é capaz de organizar os carros da melhor forma para um fluxo ainda mais ágil. É possível fazer convênio com empresas de vallet também, busque um que ofereça seguro e manobristas com experiência.

Fachada
“imagem é tudo”. Uma fachada atrativa, com identidade visual da marca bem apresentada e moderna torna-se mais convidativa. Destaque os produtos que mostra no interior da padaria e deixe que o seu espaço venda por você.

Por dentro
Na hora de organizar prateleiras, mesas e afins é imprescindível pensar em como o cliente se movimente. Calcule se o espaço é confortável para que ele ande pelos corredores, para que ele se acomode em um espaço de bar etc.

Seções e distribuição de produtos
Parece óbvio, mas criar seções específicas ajuda – e muito – a forma como o cliente compra em seu estabelecimento. Adicione itens que podem combinar com certos pratos por perto. Por exemplo, colocar na seção de macarrão, os molhos que complementam a receita e também queijo ralado.
Vitrine de doces e salgados
Você já ouviu a expressão “Comer com os olhos”? Pois é, muitos que estão na sua padaria compram ou consomem os produtos pela cara dele. Lembre-se que seu cliente não consome apenas o café da manhã, ele também está adaptado ao conceito de “superpadaria”, ou seja, se ele gostar do que está vendo, ele também leva pra casa. Então carinho mais que especial com sua vitrine de doces e salgados.

Caixa
O final da experiência de compra. Deixe o caixa ao lado esquerdo ou ao final do trajeto do cliente, é comprovado que aumento 15% o faturamento. Aproveite também para fazer um cross-selling no caixa unindo produtos mais acessíveis, como doces e balas, mas não se esqueça de valorizar esses produtos e a diversidade de opções.

Como fazer uma superpadaria?
Hoje em dia, oferecer apenas o pãozinho francês ficou para trás. Uma superpadaria não precisa ser enorme, mas vai além de somente vendas matinais, pode oferecer opções de sopas, buffets para almoço, adega e varejos. Para que você consiga otimizar a sua padaria tenha sempre a arquitetura e design de interiores do estabelecimento a seu favor. Ele é o responsável por repensar o espaço para que seus clientes se sintam à vontade e com vontade de voltar.

Quer uma ajuda para alavancar as vendas?
Você procura uma ajuda para incrementar as vendas na sua loja? Entre em contato com a Cris Paola para planejarmos projetos personalizados para que você tenha o ambiente que sonha, com a ciência da arquitetura para aumentar as suas vendas.

Empreendedorismo

As criações se misturam e se repaginam a cada dia mais no cenário do nosso Design. Quem não admira as grandes mostras de Design ou Decoração realizadas ao redor do mundo!
É como se hoje ao lado da Moda o Design ocupou o seu lugar definitivo, ditando tendências, explorando matérias e formas no cenário nacional. A nossa criação, está a pleno vapor, no desafio de tornar a vida das pessoas melhores com a concepção e elaboração de peças inusitadas, com muita técnica e criatividade.

Embora o caminho trilhado de sucesso para os designer brasileiro fazer sucesso aqui Brasil tenha sido muito difícil, primeiro tiveram que passar pelo crivo internacional, (sabe aquela tendência antiga dos tempos de colônia, rejeitamos nossas invenções e ao mesmo tempo consumimos, prestigiamos e dignificamos, em primeiro lugar, os trabalhos estrangeiros, pois é assim foi.

Lembrar de alguns ícones ao longo do tempo, como a poltrona Mole, do mestre Sergio Rodrigues (1927-2014), que também representa de maneira única o modo irreverente de viver do brasileiro, com descontração, genialidade e muita alegria.

Temos ainda, nos anos 90, do século 20, os irmãos Campana que inovaram, romperam padrões e criaram, entre muitas peças, a cadeira Vermelha e a poltrona Favela. Hoje além de importantes ícones que já são, fazem parceria com diferentes artesões nacionais para agregar ainda mais valor ao seu trabalho e posicionar o nome do Brasil como um dos principais no segmento de design e decoração.

Estúdio Bola, Fahrer Design, Fernando Jaeger, Bruno Faucz, Leo Romano, Sérgio Rodrigues, Alfio Lisi, Zanini de Zanine, Pedro Franco, Lattood Design, Fetiche Design, Jader Almeida, Luia Mantelli, Marcus Ferreira, irmãos Campana. Eu poderia ficar descrevendo por linhas e mais linhas os nomes de profissionais jovens e consagrados que vêm fazendo sucesso dentro e fora do Brasil, e quantos deles com prêmios tão importantes para o reconhecimento do Brasil como parte desse cenário mundial. Essa grande lista permite afirmar que estamos maduros para conquistar o mundo com o nosso design!!!

A arquitetura atual cuida das nossas casas e escritórios como a arte de representação do Belo, como se fosse mágico surgir a cada instante, nas mãos de diversos profissionais, espaços, móveis e objetos com o único objetivo de ter prazer em estar, ver e sentir o design que nos rodeia e perceber que sem o Design a nossa vida ficaria bem, mas com o Design ela se torna mais bela aos nossos olhos.

E para falar mais um pouco de Design eu diria que ele não se traduz apenas em um simples objeto como uma mesa, cadeira, cafeteira ou qualquer outro item, mas a soma de todos eles, que se transformam em uma nova maneira de se ver e assim, de peça em peça, vamos redesenhando uma nova maneira de sentir o mundo, muito mais criativa e bela.

Empreendedorismo

Organizar o estoque não é tarefa fácil. Mas faz parte do escopo de um negócio comercial, quer seja loja, restaurante, lanchonete, pizzaria e qualquer outro, principalmente por evitar prejuízos!

Durante esse trabalho é muito comum ouvir queixas sobre a falta de espaço, o que nem sempre faz sentido. Às vezes o grande erro está na organização e disposição dos itens.

Tudo começa com as proporções: uma estante muito grande e um espaço muito pequeno lhe trará uma sensação ainda pior de aperto. Além disso, esses tipos de móvel podem dificultar a circulação de pessoas. Uma solução nesse caso é distribuir os produtos em prateleiras altas, liberando o chão. O ideal é ter uma escada facilitar o acesso.

Outra estratégia é agrupar produtos por cores e formatos, o que ajuda a comunicação visual. Parte da desorganização tende a ser resolvida quando os produtos estão setorizados. E se você precisa armazenar coisas pequenas utilize caixas empilháveis transparentes, assim conseguirá visualizar o produto.

Também é uma dica legal ordenar seu estoque de forma lógica e de fácil memorização. Para isso, utilize rótulos, categorias, letras e números.

Além disso, fique atento à sazonalidade – uma linda piscina inflável não é tão atrativa no inverno. Então reduza a quantidade de produtos e libere espaço para outros melhor comerciáveis no período.

Tenha em mente que apenas uma iluminação técnica e funcional é necessária: luz branca é ótima para manter a atenção focada e cores reais.

Lembre-se sempre de observar seu mobiliário. Se necessário, faça sob medida. Caso contrário, escolha prateleiras modulares e encaixáveis, nas quais os níveis podem variar conforme demanda e encaixar e desencaixar com facilidade.

Otimize o deslocamento no espaço com carrinhos como patinetes. Há modelos de pallets que são mais baratos e aguentam bastante peso. Mas atente-se a dimensionar a circulação para que não fique apertado ou sobrando espaço demais. Por falar nisto, o piso precisa ser liso, desde que sem porcelanato. Superfícies de cimento cumprem bem essa função, pois não exigem manutenção constante.

Empreendedorismo

Quero fazer uma pergunta: você sabe a relação entre decoração de interiores, seu estabelecimento e a Copa do Mundo na Rússia?
Bom, estamos vivendo um dos eventos que tem tudo para e ser um dos maiores “movimentadores” do comércio e do varejo este ano, já que uma grande parcela da população para tudo pra prestigiar os jogos.

É comum muitos donos de estabelecimentos resolverem trazer decorações temáticas e coloridas para atrair clientes, como refeições inspiradas em cada seleção, drinks com nomes de jogadores, vitrines com bandeirolas ou até camisetas de futebol espalhadas em cantinas.

Por esse motivo, nós, do Studio Cris Paola, queremos compartilhar algumas dicas importantes de decoração de interiores para você faturar mais, de 14 de junho a 15 de julho, sem levar goleada de 7×1 do sem graça.

Qual o melhor período para o comércio entrar no “clima da Copa”?

Os estabelecimentos devem entrar no clima da “Copa” de 15 dias a uma semana de antecedência. E devem aproveitar essa temática até o final do torneio, ou seja, 15/07, no máximo até o final do mês de julho. Em outras palavras, saiba que ainda dá tempo! Não deixe a oportunidade para daqui a 4 anos.

Quero destacar a fachada. O que fazer?

Para quem tem vitrine pode trabalhar com temas, por exemplo: escolha uma seleção por semana e decore com as bandeiras ou cores relacionadas a esses países e produtos que remetem a futebol e jogadores. Uma semana, a seleção inglesa, outra brasileira, espanhola, e assim por diante, no período da Copa.

Como personalizar o interior de seu estabelecimento?

Colocar uma mesa ou aparador central, com esses produtos sazonais, ou seja, os itens sobre o futebol é uma boa pedida. Uma dica legal também é “customizar” a decoração de acordo com o jogo principal do dia, trazendo nos seus produtos as cores dos times que vão entrar em campo.

E a dica mais importante: menos é mais

Trabalhe com temas e sazonalidades, porém, não deixe o estabelecimento com muitas informações. O ideal é o cliente ser atraído pela vitrine elaborada para a Copa e, ao entrar, encontrar esses produtos com facilidade, por isso, é fundamental não deixar tantos produtos e informações à vista e, sim, pensar nessa composição como um todo. Assim, com certeza, o estabelecimento vai gerar mais vendas, mas tudo bem pensado e planejado.

Empreendedorismo

8 dicas matadoras para uma Sala de Reunião que fala e apresenta você para seu cliente!

Receber seus convidados, parceiros, clientes e equipe em uma sala de reunião de personalidade e muito bem planejado faz toda a diferença!
Imagine esse ambiente sem personalidade, onde as pessoas farão a avaliação de sua empresa pelo que você está ali representado. Imagine ainda que o local não é confortável, a iluminação está inadequada as cores não existem e o mobiliário já desgastado mostrando nenhum cuidado com aquele espaço e por consequência uma associação imediata e nem um pouco agradável do que foi visto sendo comparado a sua competência e a sua empresa.
Por isso as 8 dicas a seguir são tão importantes para você.

1. Identifique seu perfil organizacional, defina seu estilo. Liste as cores, logomarca, design e comportamento da empresa diante do mercado para compor esta sala. Se é uma empresa mais jovem e moderna, cores mais fortes ou da marca, adesivos de parede, aposte em um mobiliário compartilhado e áreas de descompressão, café e estar. Já para uma empresa mais tradicional ou ainda de um perfil mais técnico, use o estilo da empresa aliado ao layout, faça a distribuição por áreas de atuação e defina bem o espaço do cliente e a sua área operacional, invista em uma sala de reunião mais funcional.

2. Entenda quantas pessoas irão frequentar a sala, desta forma é possível definir o tamanho do espaço e do mobiliário, pois uma sala muito grande pode ser desproporcional e intimidadora, já uma muito pequena é apertada e não transmite conforto físico e visual.

3. Lembre-se que em uma sala de reunião é preciso cuidar do isolamento acústico, isto quer dizer que a escolha dos materiais e suas instalações precisam ser bem pensada, caso haja parede de gesso como divisória, ela deve ir até a laje e ser preenchida com lã de rocha, isto irá amenizar o ruído externo e interno.

4. É importante que o mobiliário seja ergonômico, é simples, ele precisa ter as medidas adequadas ao seu corpo e espaço, isto proporcionará boas condições de trabalho, principalmente se esta sala for utilizada por muito tempo durante o dia. Mas não se preocupe, já existem muitas opções de móveis modernos e de design, com desenho diferenciado e projetados ergonomicamente.

5. Ao pensar na iluminação, priorize sempre a natural, além do conforto, é sustentável e presente em todos os momentos em caso de falhas técnicas. Além desta iluminação, a mesa de reunião é a protagonista deste espaço, a iluminação deverá ser projetada de maneira a não haver sombras e a não ofuscar seus usuários, as luminárias devem ser distribuídas de modo que nenhuma área fique sem luz ou com sombras. A preferência da tonalidade dessa luz deve ser branca, assim mais atenção e nitidez será o resultado. Uma iluminação pendente ou destaque também é bem-vinda. Aproveitar para distribuir troféus, quadros e objetos que contem a trajetória da empresa e iluminá-los também é muito legal.

6. Não podemos esquecer dos equipamentos desse espaço, TV, telão projetor, ponto de energia, rede e HD no centro da mesa para que um convidado possa apresentar seu produto ou proposta. É preciso ficar atento e pensar em tudo isso antes da instalação.

7. E para sua mesa de reunião, escolha o material, cores e formato adequados ao seu trabalho e a quantidade de pessoas. Salas de reunião imponentes utilizam mobiliário madeirados escuros, com detalhes em couro e cadeiras de encosto médio ou alto. Mas cuidado os acabamentos devem ter fácil limpeza e manutenção, lembre-se que é um lugar que muitas pessoas irão passar. É possível ainda pensar em plantas, lousas e aparadores para um apoio de café e água.
8. Pedir ajuda de um profissional fará toda a diferença, desta forma seu espaço será otimizado e seu layout bem distribuído, pensado em detalhes na circulação, iluminação e acabamentos o projeto sairá com as características da sua empresa.